Revelações surpreendentes para Marcus e Caius


Mal papai terminou de me fazer aquela surpreendente revelação, reapareceram na porta da recepção Félix e Demetri.
_ Edward, vem com a gente! _ ordenou Demetri.
_ Mas temos que falar com Caius e Marcus _ disse, como se eles não soubessem. Ter que ficar ali sozinha era um tanto assustador, apesar de já saber que isso aconteceria.
_ Eles já sabem que Edward não estará nessa reunião. Basta você menina _ replicou Félix.
_ Nessie, fique tranquila. Eles acham que sei onde Flávio está e querem que os leve até ele.
_ Mas papai...
_ Isso já estava previsto _ me lembrou ele, fazendo referência às visões de Alice. Realmente tudo se encaixava agora.
_ Vamos! _ apressou Demetri.
Assim que saíram, Gianna surgiu e, como se já soubesse que eu estaria sozinha, solicitou minha entrada.
_ Caiu e Marcus a esperam. 
Recapitulei cada palavra de papai enquanto caminhava em direção da enorme e grossa porta de ferro, aberta por Gianna. Lá estavam eles sentados, naturalmente imponentes, ladeados por Jane e Alec, cada um de um lado, com seus rostos angelicais e ao mesmo tempo diabólicos. Marcus, com um dos cotovelos apoiados no braço da poltrona e a mão no queixo, me observou entrar. Passo a passo, até que eu atravessasse o enorme salão e parasse a um passo dos degraus que conduziam ao tablado principal, onde eles estavam.
_ Vejo que Aro não estava tão certo assim quanto a competência de Flávio, seu novo brinquedinho _ disse Caius, com ironia, se referindo à sua fracassada missão de me matar. Ser tratada como um nada por aquele ser esnobe à minha frente, me deixou profundamente irritada e, sem pensar muito, respondi à sua ironia.
_ Os decepciono por estar viva?
_ Na verdade você nos intriga, menina. Como conseguiu sobreviver? Será que essa é mais uma das surpresas científicas de Johan? Que modificações ele fez em você que a deixou resistente à alicina? _ questionou Marcus.
_ Nenhuma. Nem sequer conheço pessoalmente esse Johan. E Aro sabe disso, afinal, Flávio me tocou e vasculhou meus pensamentos antes de tentar me matar.
Nesse momento, Caius e Marcus se entreolharam surpresos, como se realmente eu estivesse dando uma informação nova.
_ O que sabemos é que você e sua família estão mancomunados com Johan, em sua pretensão ridícula de nos destruir e tomar o poder sobre o universo vampírico e, posteriormente, o humano.
_ Então lamento informar, mas vocês estão muito enganados. Acredito que Aro não esteja passando tudo o que deviam saber sobre toda essa história.
Parece que minhas palavras soaram como uma heresia. Pela primeira vez, Caius deixou de olhar para as próprias unhas e prestou atenção em mim, enquanto Marcus se levantou, indignado.
_ O que você pretende sua insolente? Causar intriga entre nós? Colocar-nos contra Aro? Essa é a estratégia de vocês? Acha que não vivi o suficiente para conhecer a velha teoria de que "uma casa dividida não subsiste"? 
_ Mate-a logo! Vamos acabar com isso de uma vez _ determinou Caius, voltando a admirar as unhas. 
Não vendo qualquer chance de piedade da parte de Caius, senti que talvez algum resquício de misericórdia restasse em Marcus. Apelei, então, para ele.
_ Marcus, ao menos me dê a chance de compartilhar com vocês meus pensamentos, antes de morrer. Garanto que tenho muito a mostrar. Revelações importantes tanto pra você, quanto para Caius.
_ Realmente não vejo no que você possa nos surpreender, garota _ desdenhou Caius.
_ Podemos? _ indagou Jane, ansiosa para cumprir a ordem de Caius.
_ Espere! _ manifestou-se Marcus _ Acho que não me custa atender ao último pedido dessa meia-vampira.
_ Ah, Marcus, Marcus... tão piedoso que chega a me causar enjoo _ disse Caius, com tédio e decepção. 
_ Digamos que não é piedade e sim... curiosidade. _ justificou-se Marcus. _ Ande! Aproxime-se! _ ordenou, apressado.
Então, subi os degraus e toquei o braço de Marcus, mostrando-lhe tudo o que sabia, principalmente as revelações que papai me fizera a alguns minutos. Seus olhos arregalaram-se, num misto de surpresa, indignação e ira. E, então, como se estivesse sendo demais ser submetido a tantas informações importantes de séculos, em questão de segundos, ele puxou o braço e gritou um desesperado "Nããão!", chegando inclusive a me assustar.
Nesse momento, uma dor insuportável tomou conta de mim. Era como se cada músculo, nervos e ossos do meu corpo estivessem sendo espremidos. Caí no chão, me contorcendo.
_Pare, Jane! _ ordenou Marcus, me proporcionando alívio imediato. _ Menina, levante-se! Mostre a Caius o que acabou de me revelar.
Me levantei ainda zonza e amedrontrada. Olhei para Caius, aguardando sua autorização para me aproximar.
_ Ande! O que está esperando? Também quero saber de tudo, seja lá o que for _ disse um ansioso Caius, já de pé e com o braço estendido.
Então me aproximei e fiz a ele as mesmas revelações, enquanto observava sua expressão de grande surpresa, mas sem a mesma indignação de Marcus. Uma vez terminada a transmissão de pensamentos, larguei seu braço e aguardei sua reação. Jane a Alec se entreolhavam, visivelmente curiosos, mas só saberiam de algo se fosse por intermédio de Marcus ou Caius. Não por mim. Papai foi bem claro: eu deveria "passar" as informações exclusivamente aos dois, e não falar.
_ Não pode ser.
_ Pois acho que em se tratando de Aro, pode ser sim _ discordou Marcus. 
_ Precisamos ver isso com nossos próprios olhos! _ antecipou-se Caius.
_ Jane, peça a Gianna que prepare o carro. Faremos uma pequena viagem à região da Sardenha. Alec, ache Flávio e cuide dele, junto com Jane! 
_ Teremos o maior prazer! Mas será prudente acabar com o brinquedinho preferido de Aro? _ perguntou Alec.
_ Creio que Aro não precisará mais dele. Agora vá! _ respondeu Marcus, com firmeza. _ Venha conosco, menina..

10 comentários:

  1. Nathy_bells disse...

    E mais uma vez a curiosidade tomou conta da minha vida ... o Nessie abre a boca logo ou me toca para eu saber as fofocas menina hihi  

  2. Leh!!!100%crepusculo(blog) disse...

    Caramba Mônica vc quer mesmo me matar de curiosidade né?!?!
    eu esperei cada segundo até hoje e mais uma vez a historia termina assim, me deixando curiosaa!!
    agora vou ter que experar ansiosamente de novo atéééé sexta feira!!
    buaaaaaaaaa!!!  

  3. Monica Marinho disse...

    Calma, Leh! Calma Nathy!! Como não vou viajar esse feriadão, pretendo postar mais uma logo! =)  

  4. Anônimo disse...

    Nayara:Meu deus,eu vou morrer de tanta curiosidade.Você sempre para na mnelhor parte,pela primeira vez quero ver Caius e Marcus logo.  

  5. Anna Paula disse...

    Gente to adorando essa fanfic!
    Monica Parabens vc esta fazendo um otimo trabalho.
    Mais to muito curiosa pra saber o resto dessa histora, posta logo vaiii. ♥  

  6. Alessandra disse...

    Olá Mônica...
    estava passeando na net e encontrei seu blog... achei muito legal e sem querer devorei todos os capítulos dessa continuação do filme (e livros) que eu mais gostei de ver e ler, de ontem até agora, e estou fascinada pela história... Vc escreve muito bem e tem uma imaginação interessante... Tem futuro como escritora...
    Quando será o próximo epsódio dessa aventura??? Bjs  

  7. Monica Marinho disse...

    Ah, Nayara! O legal é o suspense! Dá um quê a mais na história. heheheh! :P  

  8. Monica Marinho disse...

    Bem vindas Anna Paula e Alessandra!!! Q bom q vcs estão gostando. Já estou caminhando par o fim da história... Aaaah, q peninhaaa! Acho q vou chorar quando acabar. :(  

  9. Anônimo disse...

    Vi sim vi sim !! MUITO BOM !! Mas só aumentou a minha curiosidade !! buááá ¬¬' ENFIM... QUERO MAIS !!!!!
    ;****  

  10. alinee_gutierres disse...

    Mônica eu estou adorando a história !

    quando você vai postar o próximo capitulo ?

    Eu estou muito curiosa .

    Parabens você está fazendo um otimo trabalho .  


 

...