O pequeno imortal
Esme e Rosalie entraram, e papai nos transmitiu o que não podíamos ouvir: os pensamentos e intenções de Nina.
_ Bella, pode relaxar, ela está mais calma e parou de usar seus poderes. Sua única preocupação é a criança.
Enquanto prestávamos atenção ao que se passava lá dentro, o celular de Marcus tocou.
"Diga, Gianna! Sim, já sabemos e estamos preparados para a chegada dele... O que?" _ uma grande pausa foi feita por Marcus e, pela sua cara, algo importante estava sendo passado pela vampira recepcionista. Ao desligar, ele chamou Carlisle e Caius. 
Agora eu não sabia no que focar minha atenção: no que estava acontecendo dentro da casa ou aqui fora. Bem, meu instinto optou por saber o que Marcus tinha a contar. Algo me dizia que não era coisa boa.
_ Não devíamos ter subestimado Aro. É claro que ele iria se prevenir de alguma forma antes de vir pra cá _ introduziu Marcus.
_ Ande, Marcus, conte logo o que está acontecendo. _ o apressou Caius.
_ Ele esteve no bunker (a casa dos Volturi). Gianna contou que Aro deixou um vampiro loiro, "desconhecido", aos cuidados de Athenodora, enquanto mantinha uma vampira junto a ele o tempo todo. Aro está vindo, como já sabíamos, mas com Renata, Heidi, Sulpicia e a tal vampira, de quem não solta a mão _ transmitiu Marcus.
_ Jasper e Alice! _ deduziu Carlisle, preocupado e assustado com a informação, complementando _ Aro está monitorando as visões e pensamentos de Alice, por isso não solta sua mão, e deixou Jasper como refém, sob o domínio hipnotizador de Athenodora. Certamente ele sabe o que viemos fazer aqui.
_ Caius, ligue para Athenodora e diga que liberte o  filho de Carlisle _ pediu Marcus.
Athenodora era a esposa de Caius e tinha o poder de manter, quem quisesse, presa numa espécie de sono profundo, segundo nos contou Carlisle certa vez. Mas Caius nos surpreendeu com sua resposta.
_ E por que eu faria isso? Nem sei ao certo o que esses Cullen pretendem de fato com todo esse circo armado aqui. Além do mais, Aro é como um irmão. Apesar de toda sua traição, acho que tenho que ouvi-lo e saber ao certo que rumo as coisas vão tomar.
_ Ah, Caius. Já entendi tudo. O que lhe move a não tomar posição não é consideração de irmão ou não querer ser injusto. O que você quer é saber quem vai levar a melhor para, então, poder escolher um lado. Prefere ficar em cima do muro e esperar, do que tomar um posicionamento errado. Era de se esperar algo assim vindo de você, meu caro _ disse Marcus, resignado com a postura de seu "companheiro".
Confesso que ouvir tal declaração do impiedoso Caius também não me deixou surpresa, muito menos decepcionada, mas me deixou muito irritada. Jasper estava refém de sua mulher e não sabíamos que tipo de ordem Aro tinha deixado.
_ Carlisle, se quiser, eu e Emmet podemos ir até lá _ dispôs-se papai.
_ Félix e Demetri podem ir junto, se quiserem _ ofereceu Marcus.
_ Félix e Demetri não vão a lugar nenhum _ adiantou-se Caius _ Aliás, nenhum dos da guarda Volturi irá acatar ordens suas sem que eu a respalde. Não esqueça que também sou uma autoridade sobre eles aqui. Sua ordem solitária de nada vale, você conhece as regras. E, além do mais, ninguém o elegeu porta-voz dos Volturi. Esse posto ainda é de Aro _ lembrou o loiro "azedo", quase me fazendo pular naquele pescoço magro. Mas me limitei a cerrar os olhos enquanto o praguejava mentalmente.
_ Odeio ter que concordar, mas Caius tem razão. Na ausência de Aro, a guarda Volturi só obedece ordens nossas se estivermos de acordo. Se Caius não consentir, minha voz é nula. _ ratificou Marcus.
_ Veja você! Há mais democracia e disciplina entre os sanguessugas do que eu imaginava _ comentou Jake, com ironia.
_ Mas nós não estamos sujeitos a essas regras internas. Dependemos apenas do seu consentimento. Mantenho minha pergunta Carlisle: eu e Emmet podemos ir até lá buscar Jasper? _ insistiu papai.
_ Não! Ninguém sai daqui. Não sabemos o que Aro pretende. Irem até lá pode ser a sentença de Jasper. Temos que esperar.
Em meio a essa discussão, Esme, Rosalie e Johan saíram da casa, seguidos de Nina, carregando um bebê. Era uma criança que aparentava não ter mais que um ano de idade, muito pálida, olhos cor de sangue e que parecia inquieta nos braços de Nina. Acho que era o que os Volturi chamavam de bebê imortal, a tal criança proibida entre os vampiros, cuja aquisição era punida com a pena-de-morte.
_ Preciso alimentar meu filho. Ele está sedento! _ comunicou Nina.
_ Podemos caçar um animal pra ele _ ofereceu Carlisle, sendo sua oferta correspondida com risos por parte dos Volturi presentes e demais vampiros. Apenas nossa família mantinha o hábito "vegetariano" ali.
_ Não serve! _ objetou Nina, curta e secamente.
_ Essas "coisinhas" só se saciam com sangue humano, meu caro Carlisle. E por mais tempo que vivam dele, é uma sede que parece se intensificar cada vez mais e mais. Não é como nós, que com o passar dos anos temos nossa sede aplacada por um período de tempo maior.  Eles são como eternos recém-criados. Por que acha que são proibidos entre nós? Com toda essa sede nos expoem sobremaneira _ explicou Marcus.
_ É verdade, eu havia esquecido desse detalhe _ desculpou-se Carlisle.
_ Angelina! Leve o bebê de Nina para se alimentar _ ordenou Johan à sua filha.
_ Angelina? Quem é ela? _ interessou-se Nina.
_ É uma de minhas filhas. Ela é meia-humana e meia-vampira. Resultado de uma de minhas experiências genéticas com humanas.
_ Sua filha? Você pôs o meu nome nela? _ indagou a vampira, com um certo sorriso no rosto, como se estivesse feliz com a homenagem. "Nina" era apenas uma abreviação de seu verdadeiro nome.
_ Sim, minha querida. Queria eternizar seu nome e poder continuar a pronunciá-lo. Deixe que ela leve o bebê para saciar sua sede.
_ Não sei se posso confiar... _ esquivou-se Nina, diante de Angelina que já  mantinha-se à espera, com os braços estendidos, à sua frente.
_ Angelina cuidará do seu bebê como se fosse dela. _ garantiu Johan.
_ Quer que eu a acompanhe, Nina? _ ofereceu-se Rosalie.
_ Você iria com ela, Rose?
_ Claro, Nina. Basta meu pai não se opor _ fez-se Rosalie de rogada, olhando para Carl.
_ Pode ir Rosalie. Adiantaria eu dizer não? _ rendeu-se vovô.
_ Não acredito! Vocês vão deixar isso acontecer? Carlisle! indignou-se Jake.
_ Não estamos em nosso território, Jacob!
_ Por favor, Jake, vovô tem razão. Eu sinto a mesma repugnância que você, mas esse é o território deles, e, independente de ser para o bebê imortal, é desse tipo de sangue que todos os outros vampiros aqui se alimentam. É o costume deles. Temos que nos conformar.
Jake não estava com cara de quem iria se conformar. Balançou a cabeça negativamente várias vezes e fez menção de que iria dizer algo, mas desistiu, contrariado com a situação. Eu entendia bem o que Jacob estava sentindo. Sua espécie foi criada para defender os humanos dos vampiros dentro do seu território, e ali ele estava com as mãos atadas. Teve que engolir aquele sapo para não criar mais um problema diante dos tantos já existentes.
Nina, então, entregou o bebê à Rosali, ignorando os braços estendidos de Angelina. Rose pegou a criança no colo com os olhos brilhando.
_ Por favor, a preferência é que seja uma turista. Há muitas próximo à cachoeira nessa época. Só pego nativas quando não há opção. Vocês precisam imobilizá-la, mas não podem matá-la. Ponha-o no peito da mulher e deixe-o "mamar" o sangue _ instruiu Nina, o que fez Jacob, agachado, próximo de mim, esmurrar o chão e resmungar alguns palavrões.
Sam, Leah e Josh, esboçaram a mesma cara contrariada. Mas estavam ali subordinados ao alfa: Jacob. Nada podiam fazer sem o seu comando. Apenas sentir-se tal como ele. 
Uma vez a par do que deveriam fazer, as duas, Rose e Angelina, sumiram colina à fora, com o pequeno imortal à tira-colo, para vitimar alguma pobre humana que atravessasse seus caminhos.

23 comentários:

  1. Monica Marinho disse...

    Galera, por 1 minuto quase não consigo cumprir minha palavra. Mas aí está, postei às 23h59 de quinta-feira aindaaaa a parte 58 da fic. E hj (sexta-feira) à noite tem mais. Nem que seja no mesmo horário. Hahahahah!
    Bjão! Espero que gostem.  

  2. Soraya disse...

    Meu DEUS!!!!!
    Mônica fiquei apavorada com o q tá acontecendo.
    Aro é terrível!!!!
    Alice presa a mão de ARO.
    Ai!Jesus!Como vão escapar se Alice prevÊ tudo q vai acontecer.

    Ai,ai,ai.To roendo as unhas de expectativa.

    É muitas emoções!
    Agora sei q ñ tenho problema de coração.senão tinha enfartado nesse estante com a surpresa.

    HAhahahahaha!Amigaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    VC É ÓTIMA!!!!VC ñ deixa a peteca cair.

    Graças a DEUS!Amanhã vc vai colocar outro capitulo.

    Alice soube q seriam feitos refens?

    Tava em seus planos?

    kkkkkkkkkkk(risos)

    TEM GENTE SOFRENDO AQUI!!!!BJS  

  3. Soraya disse...

    MÔ,deixei dois comentários no capítulo 57.Quando tiver tempo vai lá ler.tá.

    Bjs e obrigada por me acolher no seu blog.  

  4. Monica Marinho disse...

    Eu vi seus coments anteriores. Tinha alguma pergunta, além da "cobrança" do novo capítulo? hahahahahah! Se tiver pode deixar que respondo agora.
    Vc tb cumpriu sua palavra hem! Esperou mesmo a fic ser postada. Fiquei feliz por ver logo o seu coment. Valeu, amiga!!!
    Bjksss!
    Ah, lembre-se que Alice prevê QUASE tudo. Ela não pode contar com mudanças de decisões repentinas, que mudam tudo.
    Aro é o "bicho"!!!  

  5. Soraya disse...

    OIEEEEEEEEEEE!Q bom q vc já leu.A pergunta é:a criança vai ter q ser sacrificada?Pois ele é insaciavel,né?E o q vai ser da Nina se a criança for morta que nem a Bee?
    Alguem vai morrer nessa batalha?

    E porq o Joah ñ ficou com raiva da Nina?Pois ela foi conivente com a mentira,né?

    HAhahaha!

    Só responda o q puder...bjs  

  6. Soraya disse...

    OLHA,senti muita emoção nesse capitulo.É como se pudessemos sentir a dor dos lobos.
    A ansiedade de Caius para briga.
    A preocupação por Jasper e Alice.
    Sinceramente...se eu ñ soubesse q é uma fic.
    Pensaria q era da stefhenie  

  7. Soraya disse...

    Pessoal,quando vi a foto nessa parte 58.Lembrei na hora do filme PANICO NA FLORESTA.
    Alguém lembra da parte do filme onde o bebê nasce e a mãe da um dedo humano para ele se alimentar?

    Hahahahaha!Horrível!!!!

    Bem...rs...Agora é tchau mesmo!

    bjs.  

  8. jessica disse...

    Estava muito ansiosa pra ler esse capitulo, fiquei feliz que cumpriu sua palavra!! Kkk, espero que possa postar um novo capitulo hj, a historia esta indo pôr um caminho muito bom, parabens de novo e que fluam ideias fantasticas em sua mente brilhante!!!!  

  9. Anônimo disse...

    Boa pergunta soraya!!!! o bebê vai ser sacrificado???? E pq Aro o protegeu tanto??????? Ai meu Deus o que será que vem por ai a frente???? Muitas emoções e expectativas... E o que vai acontecer com a Alice e o Jasper????? Ai que ansiedade!!!!!!!
    Monica vc quer mandar todo mundo pro hospital né???
    Polly  

  10. Matheus disse...

    adorei monica!Mas o bebe tem nome?Ah Monica tive outra ideia pro nome da Fic: Morning Sun... a ideia saiu do nada... Espero que goste e que saia outro cap. HJ! :) Brigado de novo Monica!  

  11. Nathy_bells disse...

    Meu Deus tenho medo desse bebe e tadinho dos humanos... huahauhua Mo vc está arrasando cada dia mais ... Eba hj tem capitulo novo  

  12. Anônimo disse...

    Nayara:Não acredito que a Alice e o Jasper estão presos.E q imagen horrivel é essa?  

  13. Anônimo disse...

    adorei comecei a ler por curiosidade mas agora estpu viciada
    você esta de parabéns
    estou ansiosa esperando o proximo capitul o  

  14. Soraya disse...

    Pollyyyyyyyyy!Somos irmãs gemeas.
    HAhahahahaha!!!!!
    Fazemos as mesmas perguntas e claro temos reações parecidas.
    Q bom q ñ estou sozinha na curiosidade e expectativa.
    São tantas perguntas q nossa cabeça da um nó,nÉ?(risos)
    Fico boba com a imaginação de Mônica.
    Ela vem com cada idéia q nem passou pela minha cabeça.

    E VIVA!Hoje tem outro capítulo!!!!!

    Hahahahaha!!

    Bjokas,LindA.ATÉ MAIS TARDE.  

  15. Soraya disse...

    Querida Jessica,
    Puxa!Ñ é a primeira vez q leio seus comentários.E acho suas palavras tão profunda.É como se vc pudesse ver a alma da fic.Entende?
    É como se vc conseguisse capitar a excência de MôNICA enquanto ela tava escrevendo.
    Vc é especial!!!
    Vc também escreve?
    Eu gostaria de ler alguma história sua.
    Q fique registrado meu pedido.Pense a respeito,tá!?

    Bjs,tchau.  

  16. Monica Marinho disse...

    Me divirto com os coments de vcs!! hahahaha! O que seria da fic sem os omentários da Soraya, Polly, Jéssica, Nayara, Brúh, Ana Lù, Nathy, Matheus, Jú, Leila, Giovanna... enfim, de todas vocês? A lista é grande, graças a Deus! Minhas grandes incentivadoras e inspiradoras!!! Amoooo!  

  17. Monica Marinho disse...

    Matheus, Morning Sun também é legal!!!! Vai pra lista de sugestões!!!! Vc é o nosso "marketeiro" criativo. Adooooro!  

  18. jessica disse...
    Este comentário foi removido pelo autor.
  19. jessica disse...

    Soraya, obrigada pelas palavras, realmente sei que tenho uma coisa em minha mente que não fuinciona igual a de todas as pessoas, se eu sou uma pessoa especial porisso você deve ser muito mais por captar meus sentimentos, que realmente são como você citou, eu escrevia fics só pra mim em meu pc, mas tomei a iniciativa de tentar expor um pouco tudo o que emana da minha mente cheia, não sei bem se irei agradar pois escrever públicamente me deixa um pouco assustada e travada, o personegem que dei vida em minha fic foi o Filho de Renesmee e Jacob que dei o nome carinhoso de Billy, não é nada parecido com o que Monica faz aqui até por que eu não sei colocar nada no blog! KKKkk, dá uma olhada e me conta depois http://fanficbillycullenblack.blogspot.com/  

  20. Soraya disse...

    Jessica,lindaaaaaaa,obrigada pela confiança de deixar eu ler sua fic.MAS...Amore,ñ consegui acessar.VC ME MOSTRA PASSO A PASSO,COMO TER ACESSO A SUA FIC TO CURIOSA.BJS  

  21. jessica disse...

    http://fanficbillycullenblack.blogspot.com/
    Só é copiar o link e por na guia de navegação.  

  22. Matheus disse...

    Monica ta tudo bem com vc?Vc nao posto o prox. capitulo... o bebe ta bem???Nao tenha pressa ta?Cuide do seu bebe e tenha um Feliz Natal Cullen!!! Bjs  

  23. Monica Marinho disse...

    Obrigada Matheus. Meu bebê, hoje, já está com 4 anos, ele tb se chama Mateus (sem h) e está bem. Obrigadão pelo carinho e me desculpe a demora na resposta. Uma demora de 5 anos. :(  


 

...