Fonte: Capricho


A revista Capricho entrevistou a nossa linda e divina, Kristen. Ela falou sobre sexualidade, a afinidade com a Joan e sua ida ao Japão.


As cenas são polêmicas, a atitude é rock n'roll e tem até cena de beijo entre as atrizes Kristen Stewart e Dakota Fanning.

Nesta entrevista exclusiva para o site da CAPRICHO, a estrela de “The Runaways” fala sobre sexualidade na adolescência, comenta as cenas em que elas aparecem fazendo xixi no palco (OMG!) e o desafio de interpretar a roqueira Joan Jett.

CAPRICHO: Foi difícil aceitar a sexualidade desse filme? Foi muito desafiante?

Kristen Stewart: Foi o que fez o filme ficar diferente. Eu sou alguns anos mais velha do que Joan [roqueira que Kristen interpreta no filme] era na época, mas ao mesmo tempo eu não acho que as coisas mudaram. A sexualidade não é respeitada quando vem dos jovens. Acho assustador porque você é jovem e não sabe se consegue lidar com aquilo tudo que está acontecendo. Mas não dá para negar que naquela época eles eram muito sexy que hoje. É muito legal que o filme aborde esse tema. É um assunto sério que não deve ser ignorado. Eles estão pedindo liberdade, que é exatamente sobre o que o filme fala.

Como você fez para ficar mais a vontade no papel?

Kristen: O jeito como o roteiro foi escrito, por causa dos diálogos, o jeito com que Kim [Kim Fowley, produtor da banda The Runaways] lidava com as garotas era realmente muito agressivo e exigente. Era como se ele estivesse as levando para um caminho sombrio e quisesse fazer delas pessoas que elas não são. Toda vez eu pensava: “Nossa, eu teria dado um murro nele”, e Joan me falava, “Não, você riria dele. Você o amaria. Ele é demais. Você iria querer ser tão louca e estranha quanto ele.” Seria impossível saber disso sem a Joan.

O que você achou da cena em que Joan faz xixi na guitarra do cara da banda que está fazendo o show junto com elas?

Kristen: Aquele foi um momento legal. Joan tem uma opinião muito particular sobre música e equipamento. Aquela guitarra definia exatamente o que ela e os caras que tocavam com ela odiavam no rock n’ roll daquela época. Então Joan quis fazer xixi naquilo e eu gostei. Acho que foi a coisa mais rock n’ roll que você pode fazer. Eu adorei.

E como foi entrar no personagem? Você e a Joan parecem ter energias muito similares.

Kristen: Eu e a Joan nos entendemos muito bem e isso é raro. Afinidade não é algo comum ou fácil de descrever. Mas eu realmente acho que nós temos um temperamento e manias muito diferentes. E eu também tive tempo para pensar antes de começar a filmagem, então fiz muita pesquisa e depois já estava meio que incorporando a Joan. As pessoas esperavam isso de mim.

Você visitou o Japão para divulgar o filme. Como foi essa experiência depois de ter gravado cenas lá?

Kristen: É uma cultura diferente. É muito caloroso, mas ao mesmo tempo tem uma estrutura rígida. Eles têm um jeito de fazer as coisas, e é ótimo poder entrar nesse ambiente. É sempre divertido. Tem uma parte que foi cortada do filme, que eu amo do roteiro, que é quando duas meninas nos dão escovas de cabelo no Japão e nós agradecemos meio sem entender, mas o que elas realmente queriam mesmo era escovar nossos cabelos com as escovas para ter o nosso cabelo. Esse é um gesto que eu consigo me relacionar e é muito fofo.

Se você pudesse ter uma peça de roupa do filme para você, qual seria?

Kristen: A jaqueta de couro era a minha favorita, mas eu acabei ficando com todas as roupas que gostei.


Um comentário: Eu também queria ser atriz para ganhar as roupas que eu achasse legal!!!!

3 comentários:

  1. Nathy_bells disse...

    Ahhh eu tbm quero as roupas dela... amei a reportagem ... ela PODE tudo ...  

  2. Marye disse...

    Me too, sobre as roupas hahahahahaha gente gostei muito
    obrigada por postar aqui hehehe

    beijos

    Marye

    Ahhhhhhhhhhh ainda to com o Peter na minha cabeça, que lindo gente.  

  3. Monica Marinho disse...

    Opaaa! Até eu ficaria com tooodas as roupas.  


 

...