Novos viajantes
Ia dar 6h da manhã e Sue já estava de pé, preparando uma refeição matinal. Nosso voo estava marcado para as 11h30 . Eu esperaria mais uma hora e ligaria para Jake. Nahuel escolheu passar o tempo lendo um livro chamado "O Feiticeiro do Alto Amazonas", que trazia consigo na mochila. Já eu resolvi passar o meu tempo na Internet, fuçando algumas informações sobre Volterra e Dimenticato, nossos próximos destinos. Bendito BlackBerry! Programei o aparelho para tocar às 7h.
Uma hora passou como uma eternidade. Parecia que alguém segurava o ponteiro do relógio. Mal o despertador tocou, e eu já estava ligando para o Jake. Vários toques de chamada depois, deduzi que ele ainda estava dormindo. Jake tinha o sono pesado e não seria fácil acordá-lo. Mas certamente Billy já devia estar de pé. Resolvi então ligar para a casa do meu futuro sogro. 
Bingo!
_ Alô? Billy? Desculpe estar ligando tão cedo, mas eu precisava falar com o Jacob e não consigo fazê-lo atender o celular. Ah, ele não dormiu aí? Na casa de Sam? E qual o telefone de lá? Obrigada!
A conversa deve ter sido longa para o Jacob acabar dormindo por lá mesmo. Mas antes que eu terminasse de completar a ligação, ouvi passos de lobos se aproximando da casa. Corri para recebê-los. Mais alguns minutos e avistei o grupo saindo da floresta: Jacob, Sam, Seth, Embry, Quil, Leah e Josh.
_ Demorei? _ perguntou Jake, ironicamente, percebendo a minha visível inquietação.
_ Nenhum pouco. _ respondi, contendo a ansiedade.
Ele riu e me tranquilizou com um beijo. Adorava a forma como Jake me pegava para beijar: com uma das mãos me puxando para junto dele, pela cintura, e a outra pela nuca, por entre os cabelos. Aquilo me deixava molinha. Mas o momento não era de relaxar, muito menos com plateia.
_ Ei, Jake!
_ O que foi?
Franzi a testa e, com os olhos, dei a dica de que não estávamos sozinhos para prolongarmos mais o beijo.
_ Ah, eles? Não esquenta, fora o Seth, que ainda não teve o seu imprinting, todos aqui passaram a noite muito bem acompanhados.
_ E está tudo ok? Conversaram?
_ Sim. E está resolvido que Sam também vai pra Itália.
_ Sam? Mas não programamos nada: passaporte, passagens...
_ Já tenho tudo aqui comigo. _ respondeu Sam, retirando os documentos de uma sacola atravessada no corpo.
_ Mas quando você decidiu isso?
_ Quando percebi que deveria fazer algo pra me redimir com Jacob e você. Apesar de eu ter feito tudo o que fiz por respeito às nossas leis e tradições, se Jacob tivesse sido banido da tribo eu me sentiria responsável pelo resto da vida. Mas todos esses acontecimentos serviram ao menos pra me fazer enxergar algumas coisas de uma forma diferente _ disse Sam, me surpreendendo com tal atitude.
_ Tipo o quê?
_ Tipo o amor entre vocês. Pra mim ainda era estranho aceitar um imprinting de um de nós com uma meia-vampira. Mas ouvir alguns do Conselho e nossos ancestrais, me deu uma nova visão sobre o assunto.
_ Eu disse ao Sam que ele não precisava provar nada. Ir à Itália comigo, sob minha liderança como lobo alfa, já que ele está indo sozinho, sem sua matilha, é um tanto constrangedor pra mim. Além do mais, vai ficar longe da Emily correndo risco por nós. Não era necessário. É um sacrifício muito grande! _ explanou Jacob.
_ Realmente é um sacrifício muito grande, Sam. Você não precisa fazer isso. _ disse, corroborando o que Jake acabara de falar.
_ Mas eu e Jake já conversamos sobre isso e não há o que me faça mudar de ideia. O Conselho, inclusive, apoiou minha decisão e está mais que decidido. Vou como parte da matilha de Jake e estarei lá lutando ao lado dele. É o mínimo que posso fazer por ele e por mim. Pela minha consciência. Paul ficará com meu bando, me substituindo.
_ Eu e Josh também vamos à Itália. E nós também já providenciamos tudo. _ comunicou Leah, exibindo seus documentos e passagens.
_ Não tem mesmo como irmos também? _ perguntou Seth, incluindo Jared e Quill na questão.
_ Você sabe muito bem que não pode. Já falamos sobre isso, Seth. O Conselho só conseguiu os nossos passaportes. E o dinheiro que a tribo arrecadou só deu para três passagens. Além do mais, não está satisfeito em ficar como o "alfa interino"? _ informou Leah.
_ E nós, que vamos ter que ficar de fora dessa viagem e ainda estar submissos a esse fedelho? _ disse Jared, sendo apoiado por Quill.
_ Fedelho? Quer que eu te mostre quem é fedelho? _ se irritou Seth, sendo segurado por Josh.
_ Ei, ei... Vamos parar com isso? Jared e Quill, vocês sabem que na minha ausência e de Leah, Seth é quem tem direito ao posto, pela sua descendência. Não é escolha nossa ou dele, é assim que é e pronto. Não sabem disso? _ mandou Jake, calando os dois e acalmando os ânimos.
_ Mas deixem eu entender uma coisa: a tribo fez rateio pra vocês viajarem? É isso? Por que não falaram conosco? Sabem que dinheiro não é problema pra minha família _ me indignei.
_ Foi uma decisão tomada entre eles, eu nem sabia de nada, mas mesmo que soubesse, acho que não iam aceitar o dinheiro dos Cullen. Questão de orgulho quileute, entende?_ justificou Jacob.
_ Estamos perdendo alguma reunião importante? _ disse mamãe, aparecendo ao lado de papai por entre as árvores.
_ É, muita coisa está acontecendo aqui sim. E tem mais pra acontecer _ respondi, me referindo também à Nahuel, que aguardava dentro da casa para nos comunicar sua decisão.
_ Vocês não querem continuar essa conversa aqui dentro, tomando um café da manhã caprichado? _ disse Sue, aparecendo na porta da cozinha.
_ Parece que vamos ter bastante companhia para o café hoje, Sue. É melhor providenciar mais ovos mexidos e bacon_ complementou vovô, nos olhando pela janela.
_ Vamos entrar e resolver logo isso. Não temos muito tempo. São duas horas daqui até o aeroporto de Seattle, e isso comigo ao volante. _ falou papai, já entrando e sendo acompanhado por nós.

10 comentários:

  1. Anônimo disse...

    Mônica como sempre surpreendendo!!! Adorei o capítulo! O que será que os aguarda na Itália??? Aguardando cenas do próximo capítulo... Beijos. Arianne.  

  2. Monica Marinho disse...

    Isso que é ansiedade, Arianne. hahahahahaha! Gostei de ver!!! Mal publiquei a fic, ontem na madruga e hoje já tinha coment seu. Hoje ou amanhã publico a 40. Vc tem Twitter? Me passa o seu perfil pra eu te seguir lá. Bjks!  

  3. Anônimo disse...

    Nayara:Amei esse cap.Posto logo por favor Mônica.Beijo e parabéns.  

  4. I Love Twilight e Black Dagger Brotherhood Brasil disse...

    Que sou fã de carteirinha desta fic, não é nenhuma novidade...cada dia que passa fica mais emocionante...
    Adorei a atitude de Sam e de Leah...  

  5. Nathy_bells disse...

    Ta esse meio vampiro indio não vai abrir a boca não? Estou SUPER curiosa ... cadê a Alice po ... ela poderia me contar ... não quero detalhes quero apenas saber se sim ou se não rs  

  6. Flor do Ebano disse...

    parabens por mais um capitulo querida.
    beijos  

  7. Anônimo disse...

    Pelo visto as coisas vão esquentar na Itália, muito bom!!!! A fic está cd vez melhor, parabéns Monica!

    Bjs,
     

  8. Monica Marinho disse...

    Hahahahah! É Nathy! Todo mundo pensando q o suspense de Nahuel acabaria primeiro, e Sam roubou a cena. Mas no próximo esse mistério acaba.  

  9. Leh!!!100%crepusculo(blog) disse...

    TÔ DE VOLTA!!!
    Mônica, acho q vc percebeu que eu tava sumida não é?
    Poisé, tava com pilhas de livros pra estudar!!
    Mas agora tô de volta e parece que perdi muita coisa ñ?
    A HISTORIA TÁ CHEIA DE MISTERIOS!!
    TÔ AMANDO!!
    bjs!!  

  10. Monica Marinho disse...

    É isso aí, Leh, os estudos primeiro. A fic sempre estará aqui à sua espera. Bjão e valeu!  


 

...